segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Mike's stupid Heart - Part IV (Finale): Time to... WAKE THE FUCK UP!!!

Mike acordou pela manhã seguinte, decidido á honrar as palavras que havia  dito ao cara no espelho. Acordou decidido a se tornar um iceberg mais uma vez. "Mais uma vez" porque essa promessa não é nova, ele já havia quebrado antes... Tempos atras Mike havia sofrido de um mal parecido, prometeu não mais cair nas armadilhas do coração e trancafia-lo em uma caixa congelada...mas...de vez em sempre vem algo quente demais e o descongela. 
Mike tentava lutar bravamente contra os "sms" que recebia... tentava não ler, mas acabava lendo...tentava não responder...mas acabava respondendo...tentava ser o mais "seco" possível...mas logo era cheio de carinho...Mike estava enfrentando o seu maior inimigo mais uma vez...Mike estava lutando contra si mesmo!
 Curiosamente, Mike não encontrava mais sua Musa "sem querer" nos encontros e desencontros da vida...Seria um aviso? Seria o destino mudando rumos, horários e afins, ajudando Mike nessa sua decisão de se congelar novamente? Sendo isso ou não, até estava ajudando Mike psicológicamente. Eis que do nada, surge aquele "sms de bom dia", o acordando de seu sono...ou o de "boa noite" e vinham de sua Musa. Ele se perguntava: "qual o sentido de mandar sms pra quem você não dá mais a mínima?"
Ninguém mandava tantos sms para Mike do que sua Musa. Isso bastava para confundir a cabeça do pobre Mike..."NO, GOD! NO! FUCK, NO!!! DAMN IT!!! NOO!!!!!" era o que se passava em sua cabeça a cada vez que recebia uma delas...

Até que chega certo dia e Mike a vê na companhia de um rapaz, ela o cumprimenta rapidamente de longe, deixando-o no vazio. Mike, em um momento de extremo desespero, dá seu ultimo tiro no escuro: envia-lhe uma mensagem dizendo o quanto ela estava linda naquele momento. Logo, para sua surpresa, recebe a resposta...que dizia apenas "obrigado", sem mais nenhuma palavra...
"Poque eu ainda insisto???" Mike se pergunta. Nada daquilo fazia sentido, sendo que ele já havia se dado por vencido.
Mais alguns dias se passam, Mike a encontra novamente, mas dessa vez ela passou tão rápido, que nem olhou para o lado...

Indo embora, Mike recebe mais um dos "Sms de bom dia" de sua Musa.Responde-a indagando sobre como pôde não te-lo visto após passar por tão perto."Eu não vi mesmo! desculpe! Jamais te ignoraria!" foi a resposta q sua Musa lhe deu... E porque não seria verdade? Realmente nunca o ignorou, Mike estava errado em achar qualquer coisa, pois na realidade ele ignorava a possibilidade de expor o que sentia. Por mais que ela possa ter percebido algo, ela poderia estar esperando ele  falar...
Até que mais tarde, na virada desse mesmo dia, Mike descobre algo que não queria (por mais que fosse verdade) acreditar...Sua Musa Tinha alguém!!!! 
Tudo fazia mais sentido agora! Será esse o motivo da situação estranha do segundo rolê? Será esse o motivo de ter passado tão rápido a ponto de não vê-lo? Seria Aquele cara ao lado dela quando passou e deu o "oi relâmpago" o tal "alguém" ? O mundo de Mike perdeu o chão no instante em que soube do fato. "Malditas sejam as redes sociais!" ele pensou no calor do descontentamento...Mas qual a culpa? Ele não havia agido de forma alguma, não seguiu os conselhos do cara no espelho, que tanto lhe advertiu sobre o assunto...se havia alguém a se culpar, era a si próprio!
"Game Over: You Lose!" -  essa era a frase que ecoava em sua cabeça enquanto estagnava-se diante de uma página na internet. Patético, não?
A noite de Mike foi horrível desde então...chegando em casa, tudo o que pode fazer foi chegar ao cara do espelho e dizer: "Você estava certo desde o começo! Eu poderia ter recebido uma resposta ruim, ou poderia ter brilhado como nunca...mas eu escolhi me ofuscar na escuridão... porque ela me esperaria? Fui mesmo falho, fui mesmo ridículo, como sempre fui, como sempre serei...desculpe desaponta-lo, mas eu sou assim...como um lápis de segunda...vivo desapontando e diminuindo...Desculpe!"
O cara do espelho apenas balançou a cabeça, como quem diz "fazer o que? agora é tarde...eu bem te avisei!"
Mike foi de encontro ao seu travesseiro e cobertor mais uma vez...dessa vez ele já nem tinha forças pra mais nada. Desejou apenas não acordar tão cedo...Eis que acorda com mais um "Sms de bom dia"...mas dessa vez ele não respondeu, apenas leu e apagou. Já é um começo...Falta não ler e apagar da próxima vez...se é que haverá próxima...melhor assim, afinal, o que os olhos não veem o coração não sente não é mesmo?



Mike's stupid Heart - Part III: Time to rock...Again

Dias se passaram desde então...Tudo o que Mike tinha eram fotos com sua Musa..fotos essas que ele não se cansava de admirar...E imaginar como seria se aquilo tivesse realmente um significado a mais... Mike havia prometido a si mesmo: "eu vou resolver essa situação de uma vez por todas!"
Entre encontros e desencontros da vida mais uma vez, Mike reencontra sua Musa pelo caminho. Conversas agradáveis com sorrisos vindo de ambos os lados, palavras se atropelam, Mike sempre se perde quando está  em seu coquetel molotov de nervosismo, empolgação e ansiedade.
Mike a chama para mais um show, ela aceita, Mike fica feliz da vida novamente e todos os "blá blá blás" já mencionados anteriormente. Combinam de comprar as entradas antecipadamente juntos. Após algumas tentativas frustradas, onde Mike ficou a ver navios e tomou bolo 2 vezes, Chega um dia em que tudo deu certo. E foi um dia bem legal para Mike, pois ele passou uma manhã inteira com sua Musa..lado a lado! Mike estava até confiante! Mas ainda assim, Mike não agiu. Achou melhor esperar pelo dia do show.

Passam-se as semanas, Finalmente chega o dia do Show. Tudo combinado, horário, local, nada tinha como dar errado! Até a semana q tinha sido de chuva, nesse dia resolveu presentear com um sol. O universo conspirando a favor! Mike mais uma vez não se aguenta e chega mais cedo. Parece gostar de esperar, apesar de não ser a verdade. Pessoas e mais pessoas vem e vão, mas ela não está entre nenhum dos rostos na multidão. A cada característica parecida que surgia de longe, Mike já se alarmava, mas quando percebia que não era, logo voltava sua face ao chão.
Embalado por sons em seu fone de ouvido, é como se anulasse o tempo, não percebendo o quanto ele passa, o quando sua espera já dura por uma hora!
Mais uma vez atrasada, chega sua Musa..."deve ser bem típico das mulheres" - Pensa Mike em silêncio. Após um beijo no rosto e um abraço, partem para o destino.

Conversam, andam, sorriem, mas algo não está muito certo. Há algo incomodando sua Musa, que embora ainda brinque e fale bastante, nota-se que está meio "fora do ar".
Mike tenta animar com suas piadinhas e suas danças, o que já era meio que de praxe, mas algo não está certo. As coisas não fluíam como nas outras vezes, não havia animação de verdade por parte de sua Musa. Era como se só estivesse ali porque já havia marcado. Entre diálogos, Mike percebe que não há muito o que se fazer. E em um diálogo específico, percebe o que não queria...Talvez as coisas não estivessem tão bem quanto ele achava, talvez ele tenha fantasiado as coisas demais em sua cabeça... Mike decide então Deixar como está, e esquecer todos os conselhos do Cara no espelho.
Mike e sua Musa vão embora juntos, mais uma vez embalados pelo balançar dos vagões, mas Mike sempre tem que tomar outro rumo no meio do caminho, já que mora em uma cidade e a Musa em outra.

Voltando já sozinho, há espera de seu ônibus, Mike se encontra mais confuso do que nunca: "Será que eu viajei esse tempo todo? será que interpretei tudo errado desde o começo? E aquelas perguntas? Eram 'um verde'?" 
Sabendo que não obteria respostas,ao chegar em casa Mike decide dar sua sentença:
"Desisto! Sei que não há glória alguma há quem desiste, mas 'pelo sim e pelo não', não fará diferença mesmo!"
disse Mike ao cara no espelho.
Sem deixar tempo para respostas, foi encontrar-se com seu travesseiro e cobertor mais uma vez, fechando os olhos com força, desejando mais do que nunca que o sono tome conta logo.   
Mas se o cara do espelho tivesse tido tempo, talvez diria:
"Mike, meu amigo, você não se cansa de errar? Você poderia pelo menos ter dito algo, se o sofrimento viesse, ele seria 'á vista' e você teria certeza 'do que é' e 'do que não é'...ao invés de ter esse sofrimento 'á prazo', em tantas prestações e juros que você nem consegue calcular! Mike, meu amigo, você conseguiu piorar as coisas mais uma vez. E advinha: quem tá saindo perdendo é você!"  

Continua...

sábado, 24 de dezembro de 2011

Mike's stupid Heart - Part II: Time To Rock...

Mike não queria se dar por vencido...Tarde demais? Não, Não pra ele!
Viu uma chance para uma segunda chance surgir, e então, resolveu abraça-la como se não houvesse amanhã!
Em um dos encontros e desencontros da vida, sua musa lhe cruzou o caminho, sem  falar da maravilhosa mágica da internet, que está aí para trazer pra perto o longe. Mike sempre viu nesse meio uma vantagem, já que "ao vivo" ele não tinha tanta habilidade, embora ter se surpreendido com seu desempenho em relação a situação.
Mike finalmente cria coragem para chamar sua musa para sair, Para um show de rock. Ela aceita, com um sorriso estampado na face, e diz não ver a hora do dia chegar. Mike, por sua vez, explode em emoções  em seu "mundinho". Agora é Mike que realmente não vê a hora, não vê os minutos, nem os segundos para que esse dia realmente chegue!
Durante dias, ele não faz outra coisa, a não ser planejar o discurso que fará para declarar o que sente...ele pensa em cada detalhe do diálogo, imagina todas as opções de respostas que ele possa usar, até mesmo para rebater todas as respostas que receber.
O grande dia chega...Mike, ansioso que é, chega até mais cedo do que deveria no local combinado, mas pra ele, vale a pena! cada segundo...cada minuto...cada hora! Afinal, ele sabia que uma hora ela iria chegar.
Ela chega, quase 2 horas depois do combinado, estampando na face um sorriso de "mil desculpas pelo atraso". Mas quem disse que Mike ligou pra isso? Ele esperaria a vida toda por aquele momento!

Indo para o local do rolê propriamente dito, Mike se depara com vários conhecidos, os quais ele só dava um breve "alô" quando os via, ele não queria ser interrompido, ele estava com sua Musa!
Até que um velho conhecido se aproxima para cumprimenta-lo e perguntar como ia a vida. Após a breve conversa q tiveram, o tal conhecido some na multidão. Até aí nada de mais, até que a Musa chega e lhe diz:"Ei Mike! Quem era esse seu amigo? Gostei dele! Me apresenta?"
Um silencio tomou conta do ar... Na mente de Mike, ecoavam as palavras "me apresenta..ta...ta...ta...ta...ta... " O segundo que mais parecia uma eternidade, Mike engoliu seco, como se tivesse engolido uma bola de arame farpado que iria perfurar todos seus órgãos internos!
Em meio há essa agonia, Mike finge não ouvir os questionamentos de sua musa, muda de assunto com palavras q nem se quer formam uma frase...consequências de um balde de água fria, ou talvez, um balde de gelo em sua tarde, que ele só queria q terminasse em pura brasa!

Já passados os minutos, Tudo começa a correr bem no tal show. Animação sem limites e tudo o que se passou anteriormente foi esquecido. 
A noite acaba, era hora de ir, e assim o fizeram. No caminho de volta, comentam os acontecidos, entre sorrisos e gargalhadas embalados no balançar dos vagões barulhentos do trem da cidade. Ela disse ter adorado tudo aquilo e disse também que adoraria repetir a dose. Mike não tinha lugar na face para comportar seu sorriso, não tinha lugar no coração para comportar sua felicidade ao ouvir aquilo que foi dito por sua musa, cara a cara!
Sim, essa seria mais uma noite em que Mike chegaria em sua casa, e teria mais uma vez aquela conversa com o homem no espelho. Sim, ele teve essa conversa, antes que pergunte. Mas mais uma vez o homem no espelho lhe deixou confuso: "Mike, meu amigo, percebes que não há tanto motivo pra comemorar? Você mais uma vez Não agiu por completo! Esqueceu-se de dizer a ela o que sentia, ou talvez não teve coragem, não é? Qual a desculpa agora Mike? O conhecido que apareceu do nada e lhe ofuscou por um instante? Você poderia ter feito algo para brilhar essa noite, como nunca dantes o fez! É meu amigo Mike, você ainda não completou sua missão!"
Mike foi de encontro com sua segunda companhia, o travesseiro e o cobertor, onde se  deitou e se embrulhou, cheio de questionamentos...mais uma vez!





Continua...

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Mike's stupid Heart - Part I: Time to party...

Mike não sabia onde estava...
Ele estava rodeado de rostos conhecidos, mas era como se estivesse sozinho. Embora tivesse ido com amigos, os mesmos se encontravam estáticos, como se também estivessem fora do lugar. Mike, por sua vez, tentava se animar sozinho, já que ao contrário dos outros, não bebia, se embalando ao som das canções em seu próprio mundinho, mesmo que parecesse ridículo, afinal, se ninguém tinha reparado nele até agora, porque agora o fariam?
Até que chegam algumas amigas...entre elas, um rosto já conhecido por Mike, mas que nunca lhe havia dirigido uma palavra se quer, nem mesmo um bom dia, nem mesmo um olhar de relance. Uma garota que sempre lhe mexeu com a cabeça e com o coração. "Quais as minhas chances?" ele pensa em questão de segundos...

As pessoas se cumprimentam, e qual não foi a sua surpresa quando a tal garota o reconheceu: "Você é o Mike né?" seguido de um abraço e um beijo no rosto. Mike foi ao céu e voltou! Acredito eu que naquele momento, se ele pudesse, ele paralisaria aquele momento por alguns minutos ou Horas, quem sabe?
A partir daí, Mike se empolga...quer fazer cada segundo valer, quer chamar a atenção daquela que sempre o fez contigo. O som começa, Mike começa sua sessão de movimentos rítmicos, estranhos talvez, mas é o que sua habilidade lhe permite no momento.

A cada movimento, ouve-se os sons dos risos da galera junto com a música, mas dessa vez, Mike não se importava, pois não estavam rindo dele, e sim COM ELE! Motivos pra sorrir todos tinham: Uns pela cena hilária que alí se encontrava, outros, por tentar copiar os movimentos e se divertir com isso, Mike, sorria porque estava tendo uma das noites mais felizes de sua vida!
Entre gracinhas, dancinhas e conversas fiadas, Mike consegue o que nunca imaginou: A simpatia de sua Musa! 
O mundo Poderia acabar alí, logo após tudo, Mike sentia-se com sua missão de vida Cumprida. Menino Platônico, se contentando mais uma vez em apenas idealizar.
A noite acaba realmente, todos se vão, inclusive sua musa, mas para Mike, ela ainda está lá, em seus pensamentos, em sua volta, a cada vez que fecha os olhos.
Ao chegar em casa, Mike fez o que eu acredito que muitos tenham feito: falou consigo mesmo encarando o espelho! Agradecendo a si próprio pelo que acabara de fazer por si mesmo nessa noite...Ao finalmente se deitar, ele percebe algo..."O que que eu fiz???????" se questiona perturbadamente.
Agora, tendo como companhia apenas o seu cobertor e seu travesseiro, Mike percebe que falhou. Percebe que havia aberto uma porta, mas por algum motivo, não a ultrapassou...Medo? Talvez sim, Talvez tenha sido o medo de estragar o acabara de conquistar, mas quem garante que estragaria? E se ele conseguisse ir além e chegar ao seu objetivo principal?  É como se usasse o "Platônico" como desculpa pelo medo de agir.
Agora, depois de sua melhor noite, Mike se vê perturbado, e o que o fez feliz naquela noite, agora é o combustível para os mais variados pensamentos...os famosos "e se..." 
Tarde demais Mike! tarde demais!



Continua...