domingo, 1 de janeiro de 2012

Mike Returns: Ainda há uma vida

Passaram-se muitos dias, muitos dias mesmo desde que Mike teve sua desilusão com sua Musa. Andava triste, abatido, chutando pedras e tentando entender o porque das coisas não darem certo.
Durante todo esse tempo ele ainda não tinha encontrado sua Musa pelas indas e vindas de seus destinos, parecia mesmo que o destino havia dado-lhe uma trégua.
Até que um dia, sem querer como sempre, Mike cruza o caminho de sua Musa:
- Oi Mike!! Quanto tempo!! Como você está? Você sumiu...

- Eu tô bem! Trabalhando muito também, talvez por isso não tenha me visto...
A conversa se estendeu um pouco, colocaram assuntos breves em dia e ela partiu para seu rumo, deixando - o ali, sozinho na calçada, com o gostinho de seu beijo no rosto, com a sensação de que seu abraço ainda não tinha se desabraçado...Mas dessa vez, Mike sentia-se diferente sobre isso.
Seu batimento cardíaco não se alterou, nem teve aquela sensação estranha que o fazia perder o rumo de suas ações.Mike sentiu- se indiferente sobre tudo aquilo. 
 - Estaria eu curado? - Mike se pergunta. Quem poderia responder a num ser ele mesmo? Questionou-se também se a "cura" (se é que ela realmente veio) não estaria ligada á sua Nova Investida. Sim! Mike Tinha uma carta na manga. Nesse meio tempo, Mike havia conhecido outra garota, diferente das demais, mas o qual resolveu tratar com cautela enquanto se focava em sua Musa.
A Nova Investida de Mike, embora tenha gostos em comum com ele e até sua agora ex-Musa, era diferente. Ela falava e agia de forma única. Isso chamou atenção de Mike, embora ainda tentasse dar foco em sua agora ex-Musa.
Pensando nisso e em como estava dando certo seus papos com a Nova Investida, Mike percebe que era hora de usar seu ultimo "Life" restante para focar de vez nela.
Dias e semanas se passam entre Sms e ligações. Mike falando bastante, e ouvindo um pouco menos do que era acostumado. Mike estava decidido, queria vê-la! Mas havia um problema: os horários não batiam! Entre conversas, pressões e indiretas, Mike conseguiu achar um tempo livre e foi encontrar sua Nova Investida. Tudo correu normalmente para os padrões de Mike: Eles se encontraram, conversaram e pronto. O tempo era escasso, então foi o que deu no momento.
Dias se passaram, eles continuavam com os mesmos meios de comunicação. E conversavam, de seu modo estranho, "SECO". Muitas vezes um deixava o outro no vácuo, involuntariamente, mas no geral até se entendiam.
Uma coisa era fato, Mike tentava se esquivar disso, mas era fato: Os pontos que os diferenciavam eram ponto críticos, muito opostos...e nenhum cederia ao outro pelo bem comum.
Com o tempo (que nem foi tão extenso), os SMSs que Mike enviava ficavam no completo vácuo, sem respostas. Era hora de começar a se preocupar!
Não demorou muito, questão de semanas, lá estava ele sendo presenteado com mais uma atualização de status em rede Social: sua Nova Investida já tinha encontrado alguém.
Por algum motivo, Mike já previa isso, não se abalou por ter perdido a possibilidade com a Nova Investida, mas sim com o fato de tudo ter acontecido novamente da mesma forma que sempre aconteceu: Ele conhece alguém legal, desperta o interesse da pessoa, encontra a pessoa e tudo corre bem, mas depois do encontro tudo dá errado. A pessoa simplesmente perde o interesse e some.
- Estaria eu amaldiçoado? não é possível!!!! - exclama Mike.
Parecia obra do além, realmente! Mike já não tinha dedos para contar quantas vezes o mesmo vinha acontecendo.
Mike havia sido mais uma vez traído por sua confiança desconfiada!
Esquecera que do mesmo modo que havia tratado sua Nova Investida como "o plano B", Também existia a possibilidade dele ser o "plano B" de sua Nova Investida.
  Em casa, novamente enfrentando o Cara no Espelho, Mike se lamenta. O Cara no Espelho apenas diz:

- Mike... isso é totalmente sobre sua incrível habilidade de ser menos interessante do que uma porta fechada escrita "não abra". Você não tem nada que o dê cor no meio de uma multidão em preto e branco. Você soa apenas como mais um barulho da cidade, não se destaca como uma bela canção perdida no meio desse caos... Você tem que encontrar isso, você tem que encontrar o tempero que falta nessa sopa!
Mike não quis nem rebater, pois havia entendido a mensagem. Foi direto ao encontro de seu fiel cobertor e também de seu fiel travesseiro.
Agora deitado, esperando o sono o derrubar, Mike pensa:
- Ainda me restam os "continues"... eles são infinitos! eu ainda vou passar essa fase...eu ainda desbloquearei essas conquistas!!!!
Mike agora dormia com a sua vergonha.
E com ela ele dançou as valsas e os tangos....em seus sonhos...em seus sonhos...







Nenhum comentário: